Tratamentos‎ > ‎

Medos e Fobias

Medos e fobias
Do que você tem medo? De voar de avião? Medo de falar em público? Ou será que você tem medo de altura? Seja lá qual for o seu medo ou fobia, saiba que a hipnose, ou hipnoterapia propriamente dita, pode ajudá-lo a vencê-los.

Já percebeu o que acontece em seu corpo quando sente medo? Daniel Goleman – PhD, psicólogo formado pela Universidade de Harvard, descreve em seu livro “Inteligência Emocional – A Teoria Revolucionária que Redefine o que é Ser Inteligente” algumas das sensações causadas pelo medo:

“O sangue corre para os músculos do esqueleto, como os das pernas, facilitando a fuga; o rosto fica lívido, já que o sangue lhe é subtraído (daí dizer-se que alguém ficou “gélido”). Ao mesmo tempo, o corpo imobiliza-se, ainda que por um breve momento, talvez para permitir que a pessoa considere a possibilidade de, em vez de agir, fugir e se esconder. Circuitos existentes nos centros emocionais do cérebro disparam a torrente de hormônios que põe o corpo em alerta geral, tornando-o inquieto e pronto para agir. A atenção se fixa na ameaça imediata, para melhor calcular a resposta a ser dada”

Bem, todos nós sentimos isso em algum momento da vida. E a psicologia moderna possui um catálogo com centenas de nomes para os mais diversos tipos de medos. A seguir você pode observar dez dos mais frequentes:

  1. Acluofobia – Medo da escuridão;
  2. Acrofobia – Medo de altura;
  3. Aerodromofobia – Medo de viagens aéreas;
  4. Catagelofobia – Medo de fracassar;
  5. Demofobia – Medo de multidões;
  6. Humilhofobia – Medo de ser humilhado;
  7. Catsaridafobia – Medo de baratas;
  8. Odontofobia – Medo de dentista;
  9. Espectrofobia – Medo de fantasmas;
  10. Farmacofobia – Medo de tomar medicamentos

Mas, e quando esses medos passam a limitar nossa vida, impedir que realizemos nossas atividades mais rotineiras? É justamente quando o medo deixa de ser um mecanismo de segurança e passa a ser um limitador em nossa vida e passa a interferir em nossas profissões, relacionamentos, vida social, reduzindo a qualidade de vida, então esse medo passa a ser chamado de fobia. 

Uma pessoa sob efeito da hipnose, se permite entrar  num estado de transe, de alteração do estado de consciência, fica muito mais sugestionável, isto é, fica aberto a alterações em seu inconsciente. Daí a capacidade do hipnoterapeuta em tratar  fobias por meio de  técnicas terapêuticas apropriadas, aplicadas  diretamente na mente inconsciente. Fazendo uma analogia, a terapia com hipnose, agiria como um poderoso antivírus de computador,  capaz de localizar,  bloquear e até apagar um vírus do sistema computacional.

Miguel Moraes Gomes
Terapeuta Holístico
Hipnose Condicionativa
Florianópolis - SC

Saiba mais sobre Síndrome do Pánico